2 de dezembro de 2016

Úlcera Arterial | Ferida difícil de cicatrizar

A CICATRIZAÇÃO DAQUELA FERIDA ESTÁ DEMORANDO MUITO? Na medicina, uma ferida que demora mais de quatro semanas para cicatrizar é alvo de alerta e deve ser imediatamente investigada. Muitas podem se dar por causas benignas, facilmente tratadas, outras podem ter um diagnóstico mais sério e exigir um tratamento mais longo, e específico. Se você tem uma dessas ou conhece alguém com essa queixa, vem com a gente saber o que pode ser… TIPOS DE ÚLCERAS NAS PERNAS E PÉS Como já falamos em outros posts, existem alguns tipos de úlceras que podem aparecer na região dos membros inferiores. A úlcera venosa, a arterial, a neuropática e a úlcera por pressão. Destinamos um post completo para cada uma delas e nesse aqui, falaremos especificamente da úlcera arterial. Esse tipo de úlcera pode aparecer devido a uma insuficiência arterial crônica ou aguda da pele e dos tecidos subcutâneos das extremidades inferiores. A causa mais comum do aparecimento das úlceras arteriais é uma doença crônica chamada aterosclerose. ENTENDENDO UM POUCO MAIS SOBRE A ATEROSCLEROSE As artérias precisam ficar livres para o bombeamento do sangue, quando isso não ocorre devido às gorduras que ficaram presas em suas paredes, o paciente pode ter um infarto, um trombo ou até mesmo uma parada cardíaca, já que essa doença pode aparecer em qualquer artéria do nosso corpo. Sendo assim, ela pode ser fatal quando aparece em artérias do coração ou do cérebro. Quando ocorrem nos membros inferiores podem levar a amputação. Como estamos focados nas feridas das pernas que não cicatrizam, vamos nos ater aos membros inferiores. A úlcera nesse caso é uma complicação desta doença. QUANDO AS ÚLCERAS ARTERIAIS PODEM APARECER? Um fato interessante é que geralmente o aparecimento de uma úlcera, está ligado a um traumatismo, como um machucado num dos dedos dos pés, uso […]
4 de novembro de 2016

Pé Diabético| Sintomas e Prevenção

  O PÉ DIABÉTICO E A DIABETES Em abril deste ano (2016) Jon Jones, famoso lutador do UFC passou por um momento super difícil com sua mãe. Na ocasião, Jon estava prestes a lutar contra St. Preux e por causa de sua mãe ele não conseguiu manter o foco em sua luta, no fim ele ganhou a luta, porém, seu desempenho foi muito contestado pela mídia. Mas você deve estar me perguntando o que o UFC e Jon tem a ver com este artigo sobre diabetes e o pé diabético. Leia até o final e você vai entender. O QUE É O PÉ DIABÉTICO? É muito importante você saber que o pé diabético é uma complicação da diabetes. Quando não bem controlada, ao longo do tempo, ela acaba gerando este terrível quadro que pode levar até a amputação do membro. Não é algo que acontece da noite para o dia e dá para prevenir. Por isso é muito importante controlar os níveis glicêmicos da pessoa que tem diabetes. Se você tem diabetes ou possui uma pessoa próxima é fundamental que controle a taxa de glicose para que a diabetes não se desdobre no pé diabético. Caso o descontrole desta taxa se torne algo constante a pessoa poderá desenvolver feridas, bolhas, trombose e até isquemias. Para que você entenda melhor o que é o pé diabético vamos dividir este texto em duas partes. Na primeira vou falar sobre os sintomas do pé diabético, servindo como informação de apoio para você que quer saber se o que você vê pode ser um quadro de pé diabético. Na segunda parte, vou falar sobre o tratamento. Vamos lá? SINTOMAS DO PÉ DIABÉTICO Como falei acima a causa do pé diabético é uma complicação da própria diabetes. Então, se a pessoa tem um ou mais […]
4 de outubro de 2016

Úlcera Venosa| Feridas nas pernas que não cicatrizam

Você está cansado de ver uma pessoa próxima sofrendo com feridas na pernas que não cicatrizam de jeito nenhum? Pois é, provavelmente ela está com uma Úlcera Venosa. Também conhecidas como úlceras varicosas, são feridas que aparecem nos membros inferiores provocadas por uma deficiência no retorno venoso. É confuso? Não entendeu nada? Então continua aqui que a gente te explica e te ajuda! COMO AS FERIDAS NAS PERNAS QUE NÃO CICATRIZAM APARECEM? O nosso corpo funciona em perfeita harmonia, o sangue é bombeado do coração por todo cantinho do nosso corpo, até a ponta dos pés. Sabe a popularmente conhecida batata da perna? Pois bem, é dentro dela que está o mecanismo que faz esse sangue que chegou, voltar ao coração, fazendo com que a circulação aconteça. Assim como os carros, nós também temos válvulas dentro da gente. Algumas delas se chamam válvulas venosas e elas impedem que o sangue que está subindo contra a gravidade, volte e acumule nas nossas veias. Por algum motivo, essas válvulas dão defeito e não conseguem desempenhar o seu papel corretamente, dessa forma o sangue é acumulado e os sintomas (falaremos deles logo abaixo) começam a aparecer. Quando esses defeitos aparecem e elas não executam bem o seu trabalho, as veias ficam obstruídas e surgem as varizes. Devido a esse congestionamento sanguíneo, uma pressão se forma e leva sangue e outros líquidos do sistema vascular para o nosso tecido, quando isso acontece o tecido fica congestionado, impossibilitado de receber oxigênio e nutrientes. E a partir daí começam aqueles sintomas que ficamos de falar: A cor da perna muda, fica mais escura, surgem os inchaços nas pernas e nos os pés. A fragilidade que se forma, deixa pés e pernas suscetíveis a feridas e por menor que elas sejam, as úlceras venosas poderão aparecer. Algumas das […]
4 de outubro de 2016

2ª Cicatriza na sociedade| Como podemos transformar o mundo?

  Você acha que não pode ajudar a transformar o mundo? Que não sabe nem tem nada de importante para dar? Isso não é verdade! Todos nós podemos ajudar alguém. Não necessariamente doando algo material. Tem tanta gente carente de atenção, carinho, informação. Por isso nós resolvemos repetir a Ação Social que tanto ajudou quem deu e quem recebeu em 2015. O EVENTO E A NOSSA CONQUISTA Aconteceu no último dia 27 de agosto no Sítio Jenipapo em Campina Grande/PB das 09h às 15h o 2ª Cicatriza na sociedade, um evento de responsabilidade social que teve sua estreia em 2015 com a primeira edição do Cicatriza na sociedade. Tamanho foi o sucesso do ano passado, que resolvemos repeti-lo agora em 2016 e nossa meta é não parar mais… Em 2017 já temos uma data prevista para o 3º Cicatriza na Sociedade, será dia 17 de agosto e o local ainda será definido. Sempre visando beneficiar alguma comunidade carente da nossa região. Pretendemos a cada ano ultrapassar a meta de participantes e de voluntários numa ação tão gratificante, não apenas para quem recebe, mas também para quem doa. Não basta receber um prêmio, é preciso dar valor a essa premiação e continuar fazendo o que vem dando certo! Nossa alegria foi muito grande em 2015 quando ganhamos o tão esperado e cobiçado MBC. O Movimento Brasil Competitivo – é uma forma de reconhecer em nível estadual e nacional as micro e pequenas empresas que promovem o aumento da qualidade, da produtividade e da competitividade, pela disseminação de conceitos e práticas de gestão), em parceria com o Sebrae e a Fundação Nacional da Qualidade – FNQ, achamos justo levar à comunidade que estamos inseridos uma maior qualidade de vida, saúde e cultura. Após 02 anos lutando pelo reconhecimento, esta vitória chegou! CICATRIZA […]
14 de dezembro de 2015

Como vencemos a etapa estadual do MPE/2015?

Essa história começa quando a Cicatriza iniciou suas atividades em 2011. Formada exclusivamente por profissionais da área de saúde, a empresa apresentou crescimento desde cedo exigindo dos sócios capacidade em gestão, culminando em uma decisão que hoje consideramos vital para a empresa: Decisão de buscar capacitação na área de gestão para então poder fazer jus ao nosso crescimento. Inicialmente procuramos o Sebrae, seus cursos e produtos, ao qual participamos da grande maioria. Mesmo com todas as capacitações e conhecimentos adquiridos na área de gestão, ainda persistia algumas incertezas e dúvidas sobre o melhor caminho para a empresa. Em 2012 entramos em contato com o Modelo de Excelência da Gestão (MEG®) da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ®) que leva em consideração as melhores práticas internacionais e das maiores empresas nacionais na elaboração do modelo. Adotar o MEG® nos pareceu o melhor caminho, e então partimos para o trabalho. Em 2013 preenchemos o formulário pela primeira vez e não atingimos pontuação nem para a etapa de visitas à clínica. Não desistimos e trabalhamos ainda mais focados no modelo. Em 2014, veio o reconhecimento de todo o esforço, fomos classificados como finalista, 10 pessoas da empresa se deslocaram para João Pessoa para participar da Cerimônia de Premiação e, embora bastante confiantes na qualidade de nossos esforços, assistimos outra empresa levar o prêmio.
14 de dezembro de 2015

Cicatriza na Sociedade: Como podemos transformar o mundo?

“Seja a mudança que você quer ver no mundo.”  Mahatma Gandhi Olá! Você já imaginou quantas formas existem de tornar-se um agente de mudanças na sociedade? Durante os últimos anos, a Cicatriza vem se fazendo essa pergunta e embora o desejo de fazer a diferença no mundo faça parte de nossa existência, ainda não tínhamos encontrado a melhor maneira. Isso não quer dizer que não procurávamos, mas as mesmas dúvidas que tínhamos é a que vocês provavelmente têm. São tantas ações, em qual se envolver? Como saber se as doações estão sendo utilizadas na forma correta? Como poderíamos atuar de forma resolutiva e não paliativa? Vão usar as doações para autopromoção? E assim por diante. Em 2015 resolvemos algumas dessas perguntas da seguinte forma: só tem uma maneira de garantir a honestidade da ação e é se você fizer. Então a Cicatriza decidiu lançar a ação Cicatriza na Sociedade e aí outros desafios surgiram. Qual ação poderia se tornar um agente de mudança? Concluímos que restringir o local da iniciativa a uma comunidade carente traria mais impacto e partimos para trabalhar como seria esse evento. Sendo uma empresa de prestação de serviços na área de saúde, não teríamos como fugir e disponibilizamos a maior parte de serviços em saúde que conseguimos: sala de curativos, aferição de pressão arterial, teste de glicemia, atendimento de fisioterapia e psicológico.
15 de julho de 2015

Por que existem feridas que não cicatrizam?

O sistema de cicatrização do corpo humano é incrivelmente potente, capaz de cicatrizar a grande maioria das feridas, sejam elas desencadeadas por traumas ou cirurgias. Em alguns casos, após um pequeno trauma, surgem feridas ulceradas ou escurecimento de um dedo, e nesses casos, nosso organismo se encontra impossibilitado de promover a cicatrização, provocando a permanência do ferimento ou até seu crescimento. Essa paralização no sistema de cicatrização ocorre, na maioria das vezes, pela ação de um fator inibidor, e o fator que mais frequentemente dificulta a cicatrização são as alterações na circulação. O problema circulatório, que é a causa da maioria das úlceras localizadas nos membros inferiores, é decorrente de uma dificuldade no retorno venoso promovida por fatores genéticos, trombose na veia, profissões que ficam muito tempo em pé ou sentado e ausência de atividade física regular, que em conjunto ou isoladamente, agem dificultando com que o sangue retorne e acabe se acumulando nos membros, provocando assim o aparecimento das chamadas úlceras venosas.

CICATRIZA

 
4 de novembro de 2016

Pé Diabético| Sintomas e Prevenção

  O PÉ DIABÉTICO E A DIABETES Em abril deste ano (2016) Jon Jones, famoso lutador do UFC passou por um momento super difícil com sua mãe. Na ocasião, Jon estava prestes a lutar contra St. Preux e por causa de sua mãe ele não conseguiu manter o foco em sua luta, no fim ele ganhou a luta, porém, seu desempenho foi muito contestado pela mídia. Mas você deve estar me perguntando o que o UFC e Jon tem a ver com este artigo sobre diabetes e o pé diabético. Leia até o final e você vai entender. O QUE É O PÉ DIABÉTICO? É muito importante você saber que o pé diabético é uma complicação da diabetes. Quando não bem controlada, ao longo do tempo, ela acaba gerando este terrível quadro que pode levar até a amputação do membro. Não é algo que acontece da noite para o dia e dá para prevenir. Por isso é muito importante controlar os níveis glicêmicos da pessoa que tem diabetes. Se você tem diabetes ou possui uma pessoa próxima é fundamental que controle a taxa de glicose para que a diabetes não se desdobre no pé diabético. Caso o descontrole desta taxa se torne algo constante a pessoa poderá desenvolver feridas, bolhas, trombose e até isquemias. Para que você entenda melhor o que é o pé diabético vamos dividir este texto em duas partes. Na primeira vou falar sobre os sintomas do pé diabético, servindo como informação de apoio para você que quer saber se o que você vê pode ser um quadro de pé diabético. Na segunda parte, vou falar sobre o tratamento. Vamos lá? SINTOMAS DO PÉ DIABÉTICO Como falei acima a causa do pé diabético é uma complicação da própria diabetes. Então, se a pessoa tem um ou mais […]